NOTÍCIAS

Angra dos Reis adere oficialmente ao PNAIC - 14/03/2013


Pacto prevê alfabetização de pelo menos 7,9 milhões de alunos da rede pública do país


 

Angra dos reis aderiu oficialmente nesta quarta-feira, 13, ao Pacto pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). O evento foi no auditório do Colégio Naval e contou com a presença da prefeita Conceição Rabha e de alguns vereadores, além da secretária de Educação, Cláudia Nogueira; da representante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), professora Ludmila Thomé; da representante do Pacto no Estado do Rio de Janeiro, Elizabeth Orofino e da representante do Pacto em Angra dos Reis, Débora Júdice.

 

O PNAIC prevê a alfabetização de crianças até oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental. Para a prefeita Conceição Rabha o programa se tornou inclusivo na medida em que dá a oportunidade para as crianças se alfabetizarem e permita aos professores a qualificação para trabalharem pela alfabetização na idade certa.

 

— Eu vejo esse Pacto como um programa inclusivo, porque a partir do momento que ele alfabetiza e permite a qualificação dos professores para trabalharem a alfabetização na idade certa, vai possibilitar para o escolar um melhor desempenho e maior desenvolvimento educacional — afirmou Conceição.

 

A prefeita declarou ainda que o Pacto é um programa que dará um grande salto na qualidade de vida da população brasileira e Angra dos Reis estará caminhando junto para os avanços sociais e transformadores que o país necessita.

 

O programa é uma parceria entre o Governo Federal, Governo Estadual e município que terá duração de dois anos e será focado nos alunos do 1º ao 3º ano, o chamado ciclo de alfabetização, que atende 7,9 milhões de alunos da rede pública em todo o país. Em parceria com 36 universidades públicas, o Ministério da Educação (MEC) oferecerá cursos de formação em Língua Portuguesa e noções de Matemática para 360 mil professores da rede pública de ensino em todo o país.

 

A prefeita citou também a importância dos Royalties para os investimentos no município e o impacto que a perda dele pode causar na educação.

 

— Infelizmente a pequena participação nos Royalties que nos foram retirados injustamente irá colidir com a educação, porque muitos desses recursos estão alocados nos projetos educacionais e sociais. Por isso, se não nos unirmos para lutar por pelo menos uma parte dessa perda, além de Angra, mais 86 municípios do estado do Rio sofrerão com essa medida irresponsável de parlamentares do nosso país — revelou Conceição.

 

Para o vice-prefeito Leandro Silva, a prefeitura terá um grande trabalho pela frente, mas caminhará firmemente junto aos governos Federal e Estadual para o desenvolvimento dos estudantes do município de Angra dos Reis.

 

— Com a Prefeitura caminhando junto ao Governo Federal pela alfabetização das crianças do nosso município na idade certa, espero que em 2014 tenhamos os resultados práticos e positivos da formação continuada dos professores da rede pública — concluiu Leandro.


Fonte: Subsecretaria de Comunicação