NOTÍCIAS

Coleta seletiva nas repartições - 29/09/2010


Fusar agora faz parte dos 60% das repartições da prefeitura incluídas.


Meia tonelada de lixo recolhido em uma semana

     A Prefeitura de Angra iniciou nesta quarta-feira, dia 29, a implantação de seu Programa Municipal de Coleta Seletiva na Fundação de Saúde de Angra dos Reis (Fusar). Representantes de vários setores da Fusar participaram de uma palestra realizada pela equipe da Gerência de Conservação e Projetos Ambientais, setor responsável pelo programa. O objetivo da palestra foi explicar o seu funcionamento.

 

O Programa Municipal de Coleta Seletiva começou a ser implantado nas repartições públicas da prefeitura há cerca de três meses e já contempla em torno de 60% das repartições. A própria Secretaria de Meio Ambiente, a Defesa Civil e a TurisAngra são exemplos de setores já contemplados. Além dos órgãos municipais, o programa também foi implantado nas unidades de Angra do Instituto Nacional do Ambiente (Inea) e da Procuradoria Geral do Estado.

 

– Já fizemos um convite ao Tribunal de Justiça para que o programa também seja implantado no fórum – disse Fábio Jordão, gerente de Conservação e Projetos Ambientais, que ministrou a palestra.

 

O programa consiste na separação adequada dos resíduos sólidos recicláveis (lixo reciclável), de modo a garantir a destinação final correta do material. O que significa que o lixo reciclável será de fato reciclado. Quando não há a separação correta, o lixo reciclável pode ser desperdiçado, indo para os aterros sanitários, misturado ao lixo comum.

 

São colocadas nas salas das repartições caixas de papelão feitas especialmente para o programa, com o símbolo da reciclagem. Elas funcionam como lixeiras onde o lixo reciclável é depositado: plástico, papel, vidro, ferro, papelão, alumínio e caixas Tetra Pak. O material deve estar limpo e seco. Por exemplo, um prato de plástico que acabou de ser usado por alguém não deve ter restos de comida.

 

Um saco plástico transparente é colocado na parte interna da caixa. Esse saco, com o lixo reciclável, é recolhido semanalmente pelos agentes da Secretaria de Meio Ambiente. Na última semana, aproximadamente meia tonelada de resíduos foram recolhidos. Outros tipos de resíduos, como lâmpada, papel carbono, isopor, acrílico, papel plastificado, papel aluminizado, etiquetas e detritos orgânicos ficam de fora e devem ser ensacados em sacos plásticos coloridos normais.

 

O programa começou a ser implantado pela sede da Fusar, nos prédios do Balneário. De acordo com Fábio Jordão, a previsão é de que nos próximos dias todas as unidades de saúde sejam incluídas. Vale lembrar que o lixo hospitalar não entra no programa. Nos próximos dias, a sede da prefeitura também será contemplada.

 

Também foram distribuídas canecas plásticas com o brasão da prefeitura para alguns funcionários. O objetivo é reduzir o uso de copos descartáveis.

 

– Enquanto não podemos distribuir as canecas para todos, não custa nada que o próprio funcionário traga uma caneca de casa para usar no trabalho - disse Jordão.

 

Fonte: www.angra.rj.gov.br