NOTÍCIAS

Busca e demolições no Morro da Carioca - 06/01/2010


Prefeitura trabalha na assistência às vítimas e reparos dos prejuízos


      Bombeiros e agentes da Defesa Civil continuaram nesta tarde de quarta-feira, dia 6, no Morro da Carioca, coordenando as buscas e o trabalho de retirada de lama e entulho, resultados dos deslizamentos e da demolição das casas condenadas. Até o momento, cerca de 10 casas já foram demolidas e a previsão é de que se chegue a 120. A Geo-Rio fez um mapeamento do local e traçou uma linha divisória que define a área das demolições. As casas localizadas na parte de cima serão demolidas. Nesta linha será feito um sistema de proteção garantindo a segurança das casas, que ficarão abaixo. Também houve a retirada de alguns moradores dos Morros do Carmo, da Cruz, da Glória II e do Santo Antônio, de forma preventiva, já que suas casas estão em áreas consideradas de risco.

      A movimentação de caminhões fazendo a retirada da lama e do entulho era grande. O trabalho está sendo coordenado pela Secretaria de Obras, Habitação e Serviços Públicos da Prefeitura de Angra. Enquanto isso, alguns moradores  ainda retiravam seus pertences. A prefeitura tem trabalhado continuamente no local também através da Secretaria de Ação Social, que faz o cadastramento de pessoas encaminhando-as para o Aluguel  Social, onde irão receber até R$ 510 para custear seus aluguéis, ou para algum dos abrigos improvisados nas escolas municipais. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), também do governo municipal, fazia reparos para restabelecer o abastecimento de água de algumas casas do bairro, já que a tubulação foi afetada.

      – A prefeitura tem feito de tudo para minimizar os danos e o sofrimento destas pessoas. Sabemos que é muito difícil, mas temos que erguer a cabeça, pois este é um momento de reconstrução, e com a ajuda do governos estadual e federal nós conseguiremos – disse Carlos Alexandre Soares, secretário de Governo e Defesa Civil, presente no local.

       Foram 21 corpos encontrados até o momento no Morro da Carioca e a previsão é de que ainda possa haver mais um. Somando com os da Praia de Bananal, local do outro deslizamento, 52 corpos foram encontrados em Angra dos Reis.

Fonte: www.angra.rj.gov.br